quarta-feira, 20 de maio de 2009

força de vontade

A minha escrita é intemporal. E talvez por isso seja ligeiramente confusa, ou mestre de diversas interpretações distintas. Se há qualidade que lhe posso atribuir - independentemente dos vocábulos utilizados, das temáticas abordadas ou até mesmo da pontuação efectuada - é a de ser o meu refúgio, a minha força. Juntando as palavras às melodias, torna-se na combinação perfeita. Assim, a minha alma sofre uma metamorfose, na medida em que se liberta das maldições nela instaladas e deixa transparecer a força, a dignidade e alegria escavadas nas rochas antigas que se moldam à minha personalidade.
Nunca duvides da minha capacidade de ultrapassar as barreiras colocadas no meu percurso de vida; não me contento com um único triunfo, o meu objectivo é atingir a meta com todas as barreiras intactas, sem que nenhum vencido possa derrubá-las.

3 comentários:

Qel disse...

«Nunca duvides da minha capacidade de ultrapassar as barreiras colocadas no meu percurso de vida (...)»era tão bom que nunca ninguém duvidasse das suas próprias capacidades quando, na realidade, as tem ou até quando nem tenta saber se as possui ou não. Se ao menos não houvessem barreiras que destroiem esses mesmos percursos...

Mais uma vez, obrigada, do fundo!
Um beijinho *

Qel disse...

(...) barreiras que destroem*

isfb disse...

"Nunca duvides da minha capacidade de ultrapassar as barreiras colocadas no meu percurso de vida; não me contento com um único triunfo, o meu objectivo é atingir a meta com todas as barreiras intactas, sem que nenhum vencido possa derrubá-las."és das pessoas ou a mais forte que conheço! tens essa enorme garra que admiro imenso, meu amor :)
és imenso, nunca duvides!