quarta-feira, 6 de outubro de 2010

céu e mar, pure blue

Somos como céu e o mar. Sempre tão juntos e tão distantes; sempre um tanto ou quanto inseparáveis como se apenas o seu horizonte nos unisse. Don’t you agree?
És o meu azul-marinho preferido e eu serei o teu azul-bebé de requinte, mas andamos com azar, meu caro. Estes terríveis algodões negros que formam a nossa fronteira tendem a afastar-nos até que a linha do cruzamento quase perfeito se perca na imensa nebulosidade.
Mas somos como o céu e o mar: tão idênticos e com funções tão distintas. Pacíficos, harmoniosos com uma pitada de crueldade e agressividade que tanto contrastam com a nossa beleza. Somos belos, admirados e o local perfeito para um desenlace: tu a esconderes o Sol nas tuas costas e eu a lançar o brilho da noite.
Afinal de contas, fugimos incessantemente ao pacto de frias, cruas e precisas palavras. Somos ambos uns corações moles repletos por uma certa melancolia que me faz… olhar para uma fotografia e concluir que, de facto, somos o céu e o mar: sempre na ilusão de que, um dia, nos voltaremos a encontrar.

8 comentários:

a,r disse...

Já tinha saudades da tua escrita, minha linda (:

Destino disse...

perfeito, como sempre Catarina :')
Um beijinho *

a,r disse...

Obrigada, minha linda (:
Mas a tua escrita é qualquer coisa de outro mundo, simplesmente adoro!
Outro beijinho *

anacoelho. disse...

Continuo a adorar estes textinhos Catas (:
Um beijinho*

Vera Sousa disse...

Que texto bonito. E que tanto sentimento traz!
Um beijinho Catarina *

Segunda Pele disse...

que lindo

Segunda Pele disse...

de nada, de nada *

Marta D'Almeida disse...

escreves tao bem :)