segunda-feira, 4 de julho de 2011


There is a reason I said I'd be happy alone. It wasnt because I thought I would be happy alone. It was because I thought if I loved someone and then it fell apart, I might not make it. It's easier to be alone. Because what if you learn that you need love? And then you don't have it. What if you like it? And lean on it? What if you shape your life around it? And then it falls apart? Can you even survive that kind of pain? Losing love is like organ damage. It's like dying. The only difference is, death ends. This? It could go on forever.

4 comentários:

Pedro Soares disse...

Como é hábito, os teus textos transpiram profundidade. Remexes nos meus sentidos mais intímos mesmo quando não queres. Não é mau, de todo! É bom... Bom porque sei que, mesmo quando esses sentimentos profundos não são assim tão bons, estarás lá e me farás ver que nem tudo é assim tão mau. Por isso agradeço-te imenso que me remexas! Porque o fazes duma maneira que mais ninguém sabe fazer: remexes-me com cuidado e carinho. É por isso que te agradeço todos os dias antes de me deitar. Compreendes agora?

Ana Azevedo disse...

Vou seguir se não te importares, gostei bastante do teu blog, é bastante inspirador :)

Ana Nogueira disse...

adoro catas, sempre com belos textos

Diogo Silva disse...

Mais uma vez gostei de aqui vir. Ja te vi escrever coisas mais longas mas o pouco que escreves é sempre o mais que suficiente parabens =)