sexta-feira, 30 de julho de 2010

preciso de ti

"It's been minutes it's been days, It's been all I will remember. Happy lost in your hair and the cold side of the pillow. Your hills and valleys are mapped by my intrepid fingers and in a naked slumber, I dream all this again."
 
Isto de brincar ao gato e ao rato não é para mim. Acho que só hoje me apercebi que és pouco mais que palavras bonitas e frases feitas, promessas sem fim e planos definidos; que actos não fazem, de todo, o teu género. Mas eu preciso de ti e estou cansada de precisar de ti. Só tu me sabes proteger de todos os males deste Mundo e só tu me deitas abaixo à frente de meio Mundo também. Mas eu preciso de ti nesta caminhada, o teu ombro ao meu lado, a tua mão na minha, o teu perfume na minha roupa, o teu andar alinhado com o meu e o teu apoio sempre que algum obstáculo surja. Quero ouvir da tua boca todos os detalhes do teu dia e não sabê-lo por terceiros onde já metade da historia é boato, uma vez que quem conta um conto acrescenta um ponto. Eu preciso de saber como vai essa tua vida, esse teu verão e essas tuas loucuras sem mim porque eu preciso de ti. Faz-me sentir viva só mais uma vez, eu preciso de ti comigo por muito cansada que esteja de necessitar demasiado desta tua presença. Complementa as tuas boas palavras com os teus actos perfeitos, eras tão delicado e exacto nessa combinação, sabias exactamente o que dizer e o que fazer sempre que a minha alma se desmoronava; tu eras sempre o mais calmo e o mais pensativo, eu era a mais impulsiva e inconsciente. Mas não penses que também não o foste, visto que habituaste-te rápido aos teus impulsos e à tua inconsciência que te tornava, aparentemente, saudável e feliz. Eu estou calma, pensativa, forte, decidida e muito mais pé atrás depois de tudo o que me ensinaste. Afinal, foram as tuas boas palavras que me fizeram parar antes de me pronunciar, foram as tuas boas palavras que me fizeram crescer e me ensinaram a percorrer esta caminhada sozinha, foram as tuas boas palavras que me conquistaram e me ensinaram que, por vezes, não são as boas palavras que fazem de nós boas pessoas e muitas as vezes só servem para conhecer mais um pouco do Mundo da ilusão, que deve ser o teu local de preferência para umas boas férias de Verão; fizeram-me ver, ou melhor, fizeram-me observar com olhos de gente e perspicácia de gato que mais vale ignorar as boas palavras que tentam entrar no nosso coração e que a vida não é feita de palavras, é feita de acções, demonstrações de carinho e que às vezes mais vale não dizer uma única palavra quando a nossa alma só precisa de algo que a aqueça, quando o nosso coração só precisa de um gesto que o acalme e quando os nossos olhos só necessitam de alguém que lhes seque as lágrimas. Mas sabes, foi a minha falta de perspicácia de gato e o facto de seres demasiado rato que me fizeram cair de amores por ti e aprender que nesta Vida mais vale correr sempre atrás do que nos escapa por entre os dedos, assim como os gatos gostam de perseguir os ratinhos pequeninos e indefesos; que nesta Vida precisamos sempre de quem nos suporte, de uma boa palavra para simplesmente nos alimentar o ego e que, por vezes, é bom viajar até ao Mundo rodeado de erros de percepção que consistem em fazer uma interpretação visual dos factos que não coincide com a realidade – se é que me percebes, meu doce, estas cruas palavras são o que te definem neste preciso momento. Mas eu preciso de ti, já não preciso das tuas boas palavras para alimentar a minha personalidade ou para criarem a ideia de que serás o meu pilar nesta caminhada, preciso que demonstres que poderei ter-te sempre comigo. Tu prometeste, lembras-te? 

"I wanna wake up where u are" hoje apetece-me dizer-te três palavrinhas."

8 comentários:

Marilena' disse...

Era ? Então porquê ?
Eu espero mesmo que sim, com todas as minhas forças *

Marilena' disse...

às vezes penso que eu, alimentando-me de amores como me alimento, que é o que me leva a viver e a ser feliz, nunca o vou ser na totalidade sem um homem , um assim. Credo que falida que vou ser na vida xD

Marilena' disse...

é a unica coisa que me faz sentir viva, real, importante ! São os amores *.*

Marilena' disse...

Concordo plenamente !

Marilena' disse...

e tu com estes divinais +.+

daniela disse...

nada demais, sao apenas desabafos, sabes bem *

● BlackDreams disse...

como eu te entendo neste texto ..

nez disse...

e como tu me dizes, repetidamente, faço das tuas palavras minhas "o que é realmente nosso volta sempre, se não volta é porque não chegou a ser nosso".
E eu acredito que, esse mundo, chegou a ser teu e uma grande parte ainda te pertence. Há coisas que não mudam e.. o primeiro amor nunca se esquece, nunca!
Love you, always sista